Dúvida

De repente, eu não sei mais o que é amar. Sempre soube que o amor é egoísta, mas por querer tirar sorrisos de alguém para satisfazer a si ou por querer ter alguém, mesmo fazendo coisas que vão machucar? Sinto como se todas as minhas verdades virassem pó, sinto-me sem chão e meus pensamentos parecem ter dado um nó. O amor não era pra ser bom? Se não é, o que é então?

A dúvida permanece e cada vez mais sinto que minha alma de medo estremece. Eu amei errado ou o amor que não foi correto? O que é a verdade quando amar mostra ter dois lados e não sabemos qual é o certo? Estou sangrando por dar demais de mim por esse sentimento, enquanto o amor sente esse peso ao caminhar e me deixa de lado, mente pra não me machucar dizendo que faz o mesmo e que nunca faria algo que me fizesse desmoronar.

Só não se pode esquecer que nada se esconde da vida, nem mesmo as melhores mentiras e quando esse teatro acaba não há sentimento que prevaleça que não seja a decepção e a mágoa, a culpa e a raiva. Amar também mata, envenena a alma e nenhum remédio consegue tornar essa dor mais suportável. Quando as máscaras caem tudo faz querer ir embora, mas tudo também faz querer um abraço seu sem demora. É um desamparo amparado pela imagem da dor que te devora e ao mesmo tempo te acolhe quando seu olhar chora.

O que fazer quando tudo começa a desmoronar? Eu não quero esquecer, e mesmo quando quero, é impossível deixar de lembrar. Mas será que consigo viver sem a dor que persiste em ficar? É nesse momento que o amor entende que nada dói mais do que ser o motivo da dor que apaga o brilho do olhar de quem se jurou amar.

Simplesmente não existem respostas e, talvez, isso seja amar. Se atrever a uma entrega que pode levar ao paraíso ou fazer cair de um enorme precipício. Talvez amar seja um eterno aprendizado, talvez seja um eterno machucado. É uma certa incerteza pela qual vale a pena se entregar, mesmo sabendo que para chegar ao paraíso exista a possibilidade de cair em alguns precipícios e, só então perceber que somos nós quem ouvimos nosso próprio clamor e só nós podemos nos tirar dessa dor.

Talvez isso seja amar. O que sei e posso afirmar é que só nós podemos curar as feridas causadas por esse sentimento durante a vida. Retornamos das cinzas por termos sempre uma casa a ser mantida e reconstruída, pois nossa mente é o único lar que podemos nos encontrar. Isso pode não ser a definição que tantos procuram, mas amar-se é o único caminho que pode nos salvar.

Sophia Oliveira. 

Um comentário em “Dúvida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s