Palavras que clamam igualdade

Sigo numa luta diária
Para conseguir ser respeitada
Nessa sociedade deturpada
Onde a culpa do estupro é de quem foi estuprada
Não podemos escolher nossas roupas
Nem a hora de voltar pra casa
Sem correr o risco de sermos violadas

Desde pequenas somos manipuladas
A acreditar que somos insufientes
E que embora a dor esteja presente
Devemos sorrir sempre
Para agradar os homens e seus egos crescentes
Que não sabem respeitar o que as mulheres sentem

Vejo esteriótipos por todos os lados
E eles moldam até nossos traços
Com maquiagens, plásticas e recados
Com cor, peso e corpo estipulados
Como se fôssemos um objeto de mercado
Em que o homem é que precisa ser agradado

Por que toda vez que levanto minha voz diminuem o que eu digo?
Sempre tentam omitir o que por mim é dito
Como se quisessem esconder o prejuízo
Causado por toda sociedade que reproduz o machismo
Reduzindo questões de igualdade à vitimismo

É querer demais só querer paz?
Não somos objetos para agradar os homens
Somos independentes e não aceitaremos mais mortes de inocentes
Por conta do machismo que nos afeta mesmo indiretamente

Mulheres inspiradoras sussurraram no meu ouvido
E a inspiração chegou a mim como um tiro
É por isso que tenho a certeza que não estou sozinha nisso
Juntas lutaremos para que todas nós tenhamos voz
E se desfaçam os nós que prendem o que nunca foi dito
Quebrem o silêncio que clama justiça como um grito.

Sophia Oliveira

2 comentários em “Palavras que clamam igualdade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s