Aprisionada em mim

Estou acorrentada
E já não aguento mais isso
Estou apressada
Para pôr um fim nisso

Estou com medo
Mas o medo sempre foi meu amigo
Sou eu mesma meu próprio inimigo
E tenho que acabar com isso

Uma aberração ambulante
Que nunca deveria ter nascido
Com um coração tão conflitante
Que chora sempre ao meu ouvido

Pra alguns pode parecer muito cedo
Mas pra mim já é muito tardio
Eu tenho que acabar
Acabar com meu inimigo.

image

Sophia Oliveira.

5 comentários em “Aprisionada em mim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s