Silêncio da alma

O silêncio da minha alma
Agoniza meu peito tão inquieto
Com toda minha calma
Que silencia meus sentimentos

Me faltam palavras
Me faltam pensamentos
O que resta são escritas rasas
Sobre esse passageiro lamento

Onde está minha inspiração?
Fugiu sem motivo nem razão
E deixou meu peito tão vazio
Como quando se termina uma canção.

Sophia Oliveira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s